Abdominoplastia é a cirurgia plástica mais procurada e executada no mundo inteiro. Consiste no procedimento de remover a pele flácida e em excesso do abdômen, além de depósitos de gordura e estrias na região do abdômen. A abdominoplastia também recupera os músculos dessa área que, em sua maioria, estão flácidos, distendidos e fracos. O procedimento deixa o músculo firme e a superfície do abdômen mais lisa.

Para Quais Casos a Abdominoplastia é Sugerida?
A abdominoplastia é muito associada à lipoaspiração, sendo feita por muitas pessoas como um “pacote”. Isso porque a lipoaspiração suga a gordura do abdômen, mas a pele não volta à ficar firme e lisa; resultando em flacidez e a impressão de que a pele é maior que o próprio abdômen.

A abdominoplastia, nesses casos, seria apenas para tirar o excesso de pele e as marcas de distensão como estrias e outras. Com o aumento do uso da lipoaspiração a laser, a abdominoplastia ligada à lipoaspiração vem diminuindo porque esse procedimento provoca o retraimento e firmeza da pele.

A abdominoplastia é muito usada para casos de múltiplas gestações que causam a distensão da região e principalmente da pele, precisando que a cirurgia recupere a pele e os músculos do abdômen. Além das múltiplas gravidez, casos de pessoas que têm uma genética que dificulta a perda da gordura nessa região, ou o desenvolvimento da pele frouxa, é resolvido com a abdominoplastia.

Combatendo a Obesidade
Essa cirurgia não é substituta para dietas e exercícios ou uma solução para obesidade. Os pacientes que se candidatam a uma abdominoplastia precisam perder peso e ficar em forma, relativamente, primeiro. O corpo não suportaria um efeito sanfona ou outra cirurgia, por isso, os pacientes que se submetem a essa cirurgia devem equilibrar seu peso e entrar em uma rotina bem estabelecida em dieta saudável e exercícios físicos antes de fazer a cirurgia.

Apesar de não ser uma alternativa ao tratamento da obesidade, a abdominoplastia é bastante importante para pessoas que conseguem ter sucesso em um tratamento contra a obesidade e perderam o peso que precisavam para obter um IMC saudável. Essas pessoas costumam ter dificuldade em perder alguns bolsões de gordura no abdômen, tem a pele muito frouxa e os músculos muito prejudicados devido ao longo tempo em que esteve muito acima do peso e em uma rotina sedentária.

Tudum