O Vila Nova entra em campo na noite desta segunda-feira (03) para enfrentar o Oeste no estádio Serra Dourada, em partida válida pela 25ª rodada da Série B. O time colorado retornou de Campinas-SP, no último sábado, onde enfrentou a Ponte Preta e empatou em 1x1. A partida foi marcada por marcações da arbitragem que foram prejudiciais ao Vila Nova.

No lance em que originou o pênalti para a Ponte Preta, o jogador Heitor deu um carrinho apenas na bola, jogou a mesma para lateral, porém a arbitragem marcou falta no lance e ainda deu cartão amarelo para o jogador colorado. Na cobrança da falta, o lateral Gastón foi agarrado pelo zagueiro Renan Fonseca e posteriormente, também segurou o jogador e a arbitragem preferiu marcar a segunda falta, a do defensor vilanovense, assinalando pênalti para os donos da casa.

Em desvantagem no placar, o Tigrão não ficou abatido e continuou tentando buscar seu gol, que veio com Alex Henrique de cabeça. Além do prejuízo no pênalti para o adversário, a arbitragem não marcou um pênalti escandaloso, após bola cruzada na área e cabeceio do zagueiro Naylhor que iria em direção ao gol, se a bola não tivesse batido na mão do defensor da Ponte Preta. Nesse lance foi marcada uma falta de ataque, pelo árbitro Rodolpho Toski Marques, que é do quadro da FIFA, do Paraná, onde no replay do lance, mostrou que sequer houve contato de algum jogador do Vila Nova com o adversário.

Na tarde de ontem (02), o técnico Hemerson Maria comandou treino único para preparar o time visando o compromisso da noite de hoje, e recebeu a notícia que não poderá contar com o lateral direito Maguinho, que no empate com a Ponte, esteve suspenso e alegou dores na perna. Ao ser examinado pelo departamento médico e submetido a exames, foi constatado um edema ósseo e uma fratura por estresse na fíbula direita. O tempo previsto de recuperação é de seis semanas e o substituto natural do jogador, no caso, Anderson Luís, também está no departamento médico, com isso, a tendência é que Moacir continue como lateral direito.

O volante Geovane segue em fase final de recuperação de lesão no músculo da coxa e pode ser que apareça como novidade no jogo do sábado, diante do Coritiba, também no estádio Serra Dourada. Em meio a tantos desfalques, um retorno importante será o do zagueiro Wesley Matos, que cumpriu suspensão automática e volta a ficar à disposição do comandante colorado.

Paulo Massad / Assessoria de imprensa